Notícias - NOVIDADES NA GOIÁS GENÉTICA 2018

25/09/2017


A Semana Brasil Pecuário Acontece Aqui atingiu seu objetivo, segundo seus organizadores e participantes. Para o ano que vem o foco é repetir o sucesso e ainda incluir na programação de conferências e palestras, trabalhos científicos elaborados por professores e estudantes de zootecnia, veterinária, agronomia e engenharia florestal. A estratégia é fortalecer ainda mais a integração do setor acadêmico com o produtivo.

GOIÁS GENÉTICA X INTERCONF

Foram cinco dias de conferências e palestras de elevados níveis técnicos e científicos que aconteceram dentro do Parque de Exposições Agropecuários de Goiânia.

Também houve a exposição em currais de 120 animais que representam os melhores animais selecionados pelos programas de melhoramento genético do País. “ Tivemos a visitação de cerca de 1 mil pessoas/dia.  Pecuaristas, técnicos, pesquisadores, palestrantes nacionais e internacionais, estudantes de oito faculdades d e todo País”, contabiliza o presidente da Associação Goiana do Criadores de Zebu (AGCZ) e presidente da Goiás Genética, Wagner Miranda.

Foram realizados cinco leilões, sendo um deles em benefício da construção do Hospital do Câncer de Inhumas. “Não falamos apenas de negócios e genética em nosso evento. Enaltecemos o lado de responsabilidade social também”, explica Wagner.

 Neste leilão foram angariados R$ 201 mil em recursos, através do leilão de animais, jóias, peças de arte, entre outros. Mais quatro leilões aconteceram com a comercialização de 500 animais do mais alto padrão de cada raça. Foram negociados elevado número de doses de sêmen de animais melhoradores. Total de R$ 10 milhões.

Participaram, diretamente, cerca de 100 empresas, entidades, bancos e parceiros. Os seis principais programas de melhoramento genético estiveram presentes, assim como as cinco mais importantes centrais de sêmen do País.

“Tivemos, ainda como ponto alto, a palestra dos jornalistas Clayton Conservani e Carol Barcelos, do programa Planeta Extremo da rede Globo, que trouxeram o incentivo para vencermos desafios dentro ou fora da fazenda”, lembra o presidente da AGCZ.